terça-feira, 30 de agosto de 2011

Alegria?

Quantas vezes já mentimos para o mundo sobre nosso estado emocional? É muito comum mentir a alegria e por dentro sentir uma tristeza devastadora, que não se quer mostrar a ninguém.
É território restrito. Não queremos que ninguém saiba o quanto estamos fragilizados por qualquer que seja o motivo. Somos fortes, muito fortes, e sempre levamos a vida com um sorriso estampado no rosto.
Mas é verdade? Muitas vezes não.
Não é bom que todo mundo saiba de tudo que acontece em nossas vidas. Claro que não. Existe aquela parcela de vida que pertence somente a nós mesmos, e a ninguém mais.
Problemas, dores, tristezas, conflitos internos... quem não os possui? Tudo isso é comum aos homens, e não há como escapar.
Mas, será que é saudável mentir que se está bem para todos, digo, TODOS mesmo? Será que não é mais aconselhável ter alguém com quem se pode compartilhar os momentos ruins? Afinal, estamos todos unidos uns aos outros por laços de amizade, amor, carinho, cumplicidade. Cada um com seu grau de profundidade.
E se descobre esse grau nos momentos difíceis.
Sorrir com os outros é muito fácil. A diversão por si só já é muito fácil e muito mais agradável que o sofrimento. Mas... sofrer com alguém é difícil. Aquele que sofre com alguém por puro afeto é digno de receber o nosso afeto também. É para essas pessoas especiais que se deve dar real valor. Porque o resto está lá quando tudo vai bem. Mas na hora que realmente se precisa de um ombro, para onde vão?
Guardar o sofrimento só para si não é a melhor opção. Quando estamos tristes tendemos a potencializar os problemas e não temos o raciocínio claro para dar-nos os melhores conselhos. Em contrapartida, espalhar pelos 4 ventos tudo o que se passa em nossas vidas também não é nada prudente.
Escolha ter alguém em quem confie de verdade, e que te ame de verdade. Pessoas que se preocupam com você sempre terão um abraço forte nos momentos de aflição.
E acima de todas estas coisas, ter Deus como melhor amigo. Essa é a certeza de que nunca você estará só num momento difícil, pois Deus sempre, sempre, sempre espera que nós nos voltemos para Ele, e coloquemos nossos medos e tristezas em Suas mãos, para que Ele recolha nossas lágrimas, e nos alivie da dor.
Passado o momento difícil, quando você já estiver bem e se divertindo, por que não lembrar que Deus esteve com você o tempo todo? Não seja com Ele aquilo que você não gostaria que fossem com você. Lembre-se dele na felicidade, e seu coração ficará leve, feliz (de verdade), e seguro de que nunca estará só.

Teus olhos revelam que eu
Nada posso esconder
Que não sou nada sem Ti
Oh fiel Senhor!
Tudo sabes de mim
Quando sondas meu coração
E tudo podes ver
Bem dentro de mim.
Leva minha vida
A uma só verdade
Que quando me sondas
NADA POSSO OCULTAR
Eu sei que a Tua fidelidade
Leva minha vida mais além
Do que eu posso imaginar
Eu sei que não posso negar
Que os Teus olhos sobre mim
Me enchem da Tua paz!


Deus é contigo!

Beijos.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

A Esperança na Vida

A vida é extraordinária. Não dá pra entendê-la como se entende alguma matéria na escola. A vida se vive sem se entender, na verdade. É como andar no escuro, mas continuar andando mesmo assim.
Posso dizer que a vida de cada pessoa é diferente, mas todas são movidas por algo em comum: Esperança.
É a esperança de realizar um sonho, casar, ter filhos, ser feliz. Esperança de se formar e conseguir um bom trabalho. Esperança de um dia vivermos melhor. Esperança de encontrar a felicidade. É ela, a esperança, que nos motiva a continuar andando no escuro. E isso é fantástico. No escuro pode haver buracos, animais, situações perigosas, e tudo quanto há para te ferir gravemente. Mas a esperança sempre diz "vá em frente, tem coisa melhor pra você". E assim os dias, semanas, meses e anos se passam, e acabamos nem percebendo que continuamos porque temos esperança...
Por isso, pessoas depressivas são depressivas. Porque de algum modo elas perderam a esperança. Cada um tem seus motivos. Não importa a idade ou classe social, alguém que perde a esperança perde quase tudo na vida. Tudo no sentido imaterial.
Perder a esperança é parar de andar no escuro por medo de ser atingido pelas coisas perigosas no caminho. É acreditar que tudo na vida vai ser sempre do mesmo jeito, ou ruim, ou pior do que agora. É deixar se consumir pelo medo. E aí, não sobra muito sentido para continuar vivendo alegre.
De fato, muitas pessoas se afastam dos depressivos, e os poucos que permanecem, são aqueles mais próximos, que oferecem amor e paciência sem limites para ajudar a reerguer quem precisa de ajuda. De fato não é fácil injetar esperança em alguém, por isso, quem se presta ao papel de companheiro de uma pessoa assim, deve saber lidar com isso.
Lembrando sempre que ninguém deve ser culpado por perder a esperança na vida. É uma fatalidade, mas é reversível. Também é importante ressaltar que não importa que uma pessoa depressiva seja rica ou pobre. Esperança não se trata de ter bens materiais ou não. Trata-se de uma perspectiva de vida, sentimentos, valores, emoções que podem atingir qualquer cidadão, especialmente num mundo onde se valoriza cada vez mais o "ter" do que o "ser", e onde o tempo se tornou um artefato raríssimo para se aproveitar a vida.
Esperança na vida é como o ar que respiramos e a água que bebemos. Tire-nos isto, e morreremos.

Ajude quem precisa de esperança. Você será uma das pessoas mais importantes da vida de alguém, e entenderá o significado do mandamento "amai ao próximo como a ti mesmo". E como isso faz bem...

Beijos, e perdão pelo atraso de meses novamente.

Até a próxima!