sábado, 12 de julho de 2014

O tempo é implacável. Me formei.



Lembro-me que comecei este blog assim que iniciei o curso de Direito. Há 5 anos e meio, aproximadamente. Se você quiser, pode olhar as minhas primeiras postagens. Vou dizer que estava no primeiro ou segundo período da faculdade, falando sobre escolhas incertas, sobre não saber se o curso era o que eu queria mesmo..
Há 5 anos e meio eu comecei a caminhar nessa estrada para obter o meu ensino superior completo, rs. Foi uma época de intensos aprendizados, não só nas matérias técnicas, as disciplinas do direito, mas como pessoa, como gente, como menina que dá um passo após outro em direção à maturidade. Eu tinha apenas 17 anos quando comecei, concluí aos 22.
Nesses 5 anos de estrada, eu ri, chorei, entrei em desespero, me entorpeci de alívio quando via o sucesso. Precisei passar por duas cirurgias, pensei que fosse desistir, pensei que fosse reprovar por causa das cirurgias. Perdi o ânimo. Mas dia após dia, as dificuldades foram superadas.
A minha primeira dúvida ao ingressar na faculdade nunca foi sanada. Tive 5 anos para responder a mim mesma se era isso que eu queria, se seria esse o meu ofício do coração e da alma, se era essa a profissão pela qual me apaixonaria.
O fato é que em dezembro/2013 e janeiro/2014 foram as festividades da minha formatura. Já faz 6 meses que colei grau, que fiz meu TCC, que defendi a minha monografia perante a banca e que fui aprovada. Faz 6 meses que cheguei no final de uma estrada que eu pensava não acabar nunca...
Como eu cresci.
Meu Deus.
Precisei passar por milhares de situações que só Deus sabe, para conseguir responder à minha dúvida original: É isso mesmo que eu quero pra minha vida?
Hoje, com o meu diploma na mão, rs, respondo: Não. Não sei se era isso mesmo.

MAS, COMO ASSIM??? :O

É...
Procurei, durante todo o curso, encontrar aquele momento em que as disciplinas deixariam de ser meras matérias pelas quais eu devia passar, para ser 'uau, eu adoro isso aqui!'. E isso nunca aconteceu. Nunca me brilharam os olhos. Talvez eu fosse imatura demais. Talvez não estivesse levando a sério. Não sei.
No início da faculdade eu tinha esperança de que, ao passar pelas matérias mais gerais e introdutórias (Sociologia, Filosofia, Introdução ao Estudo do Direito, etc..), das quais eu gostava, mas não amava, e chegando nas matérias ESPECÍFICAS, processuais, práticas, aí sim eu iria adorar o que estava estudando. BOM, acontece que eu me enganei... Não me apaixonei por nenhuma matéria. Pasmem. Nenhuma. Fui bem em todas. Fui elogiada, tirei boas notas, ótimo rendimento. Mas não me apaixonei, não me identifiquei, não aconteceu aquela química entre o Direito e eu. Como disse, pode ter sido eu, o meu momento, minha imaturidade.
É um curso que, se levado com paixão, uau... arrebata qualquer alma. É linda a sede de justiça! Posso discutir, debater durante horas acerca de vários assuntos relacionados ao direito. Mas quando se pensa na realidade... será que é bem assim?
Mas foram 5 anos perdidos?
Muitos diriam que sim. Hoje, eu digo que não Claro que não! Não foram 5 anos perdidos. Penso que nada faz com que alguém "perca" tempo. Aprendi MUITO, cresci MUITO, conheci pessoas maravilhosas, conheci pessoas ruins. O que tive de experiencias neste curso, só este curso poderia ter dado. Um caminho foi aberto para quando eu estiver pronta.

Aqui, deixo a resposta à Jéssica de 2009, tão indecisa e insegura: Não rolou aquele tchan, sinto muito. Será que existe esse "tchan" afinal? Ou era coisa da minha cabecinha sonhadora? Anyway...
Me formei com toda a pompa. Quis assim, porque não sei o que o futuro me aguarda! Quis participar de tudo: aula da saudade, culto ecumênico, baile...
Terei belas recordações, das quais me lembrarei com tanto carinho..

Hoje, recomeço o meu caminho, desta vez não em busca de um diploma, mas em busca de um conhecimento diferente. Estou em busca de mim mesma. Quero saber quem eu sou para então saber o que eu sou capaz de fazer, o que eu gosto de fazer. Essa é - acredito - a mais importante estrada, das diversas estradas que a vida tem, que todo mundo devia percorrer, mas a maioria não percorre.
Não consigo viver em mim sem me conhecer.

Quem sabe nestes caminhos, eu pegue um retorno..

Esses meses tem sido REPLETOS de descobertas fantásticas, sou tão grata a Deus por tudo!!!

Nada está perdido. O conhecimento não se perde, não é tempo desperdiçado.
Sigo adiante, na esperança de achar aquilo que vai fazer palpitar meu coração. O trabalho é uma coisa muito séria. Será uma prática pela vida toda, por isso precisa ser bom para quem o pratica... Tanta gente fica doente por trabalhar extremamente estressados (porque erraram na hora de escolher a profissão) e passam a vida reclamando, amargas..

Não quero isso! Nessa vida eu quero é ser feliz, fazendo algo que goste. Quero ao menos esse tempo para pensar.

Podem me julgar.

Grande beijo!

Um comentário:

A Gata de Saltos Altos disse...

Os blogs são óptimos porque podemos recuar no tempo e recordar cada momento vivido. Parabéns pelos cinco anos e pela formatura! =)) Tudo de bom nesta nova fase da vida.

Beijinho *

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/